Skip to main content

Sinergia na sala de cirurgia

Sinergia na sala de cirurgia

Brian Bruckner, MD, é um cirurgião especializado em transplantes cardíacos e pulmonares no Houston Methodist Hospital, com experiência clínica em cirurgia cardiotorácica, cardiovascular e torácica.

Quando o Dr. Bruckner realiza uma ressecção pulmonar, o sangramento é apenas uma das suas preocupações. Vazamentos de ar constituem uma das complicações mais comuns após cirurgia pulmonar e podem acarretar hospitalização prolongada.1 Imagine alguém tentando encher um balão com ar depois de cortá-lo; é isso que o Dr. Bruckner faz quando realiza cirurgias pulmonares, geralmente para remover uma lesão cancerosa. "Quando descobrimos um vazamento de ar, aplicamos o selante Progel® Pleural Air Leak na região afetada do pulmão de acordo com as indicações de uso", disse ele. O selante Progel® Pleural Air Leak é o único produto aprovado pela FDA disponível para selagem intraoperatória de vazamentos de ar visíveis maiores do que 2 mm durante ressecção pulmonar com abordagem aberta após o fechamento padrão da pleura visceral. Ele forma um hidrogel resistente e flexível que adere ao tecido pulmonar para manter uma selagem robusta e, depois, é reabsorvido em até 30 dias para promover uma cicatrização natural.2

De forma similar ao hemostático AristA® AH, o selante Progel® Pleural Air Leak é uma tecnologia de biocirurgia recentemente adquirida pela Davol, subsidiária da BARD. Ambas as tecnologias frequentemente são usadas pelos mesmos médicos, muitas vezes durante os mesmos procedimentos cirúrgicos. Em um procedimento de cirurgia vascular no tórax, por exemplo, o Dr. Bruckner usa o hemostático Arista® AH como auxiliar à hemostasia convencional para ajudar a controlar sangramentos difusos. Como esse talvez não seja o único procedimento cirúrgico realizado nesse paciente, o Dr. Bruckner talvez tenha de lidar com aderências pulmonares ao mesmo tempo. A remoção das aderências às vezes originará vazamentos de ar se o tecido do pulmão ou da pleura for dissecado.

A sinergia atingida pela união dessas tecnologias complementares em um portfólio permite que a BARD e a Davol agreguem mais valor aos médicos na sala de cirurgia ao fornecer produtos eficientes e comprovados para tratar pacientes em condições críticas de saúde.