Skip to main content

Doença renal em estágio terminal (DRET)

Tratamentos, terapias e recuperação

Embora não haja cura para doença renal, existem diferentes métodos para desacelerar sua progressão e ajudar os rins a trabalhar por mais tempo.

Se sua doença renal for resultante de diabetes ou de pressão arterial elevada, será necessário seguir as recomendações do médico para tratar o diabetes ou a pressão arterial elevada.

Dieta

Algumas terapias para ajudar a diminuir a progressão da doença renal incluem dieta e medicamentos. Ingerir menos proteínas pode ajudar a aliviar os rins, pois alimentos ricos em proteínas geram muitos resíduos para os rins limparem.

Medicamentos

Alguns medicamentos podem ajudar a aliviar os sintomas de doença renal crônica e outros podem ajudar a controlar suas causas.

Os medicamentos que ajudam a aliviar os sintomas de doença renal crônica incluem:

  • Diuréticos podem reduzir o inchaço
  • Medicamentos que tratam anemia podem ajudar a reduzir a fadiga
  • Suplementos de cálcio e vitamina D podem ajudar a manter os ossos fortes

Os medicamentos que ajudam a controlar as causas de doença renal crônica incluem:

  • Medicamentos para pressão arterial elevada
  • Medicamentos para reduzir o colesterol

Diálise

Só existem dois tratamentos para DRET: diálise e transplante renal.

O tratamento por diálise usa uma máquina para filtrar os resíduos e o excesso de água do sangue, tentando substituir muitas das funções importantes do rim. Existem dois tipos de diálise: hemodiálise e diálise peritoneal.

Se você for submetido à hemodiálise, seu sangue será enviado por um tubo a uma máquina que o limpará, removendo os resíduos e o excesso de fluido que seriam normalmente removidos por seus rins. Você precisa comparecer a um centro de diálise várias vezes por semana para ser submetido à hemodiálise.

Se você for submetido à diálise peritoneal, será injetado um determinado volume de líquido no seu abdome. Esse líquido absorverá as substâncias químicas, os outros resíduos e o excesso de líquido, que geralmente são removidos pelos seus rins. Depois de algum tempo, esse líquido adicional é drenado do abdome. Em muitos casos, você aprenderá a inserir e a drenar esse líquido sozinho, o que significa que você poderá realizar a diálise peritoneal sem a necessidade de ir ao consultório do médico ou a um centro de diálise.

Transplante renal

Quando você é submetido a um transplante renal, seus rins afetados são substituídos por rins saudáveis. Os rins frequentemente são doados por doadores falecidos através de programas de doação de órgãos. Além disso, como as pessoas só precisam de um rim para ser totalmente saudáveis, também pode ser doado um único rim por uma pessoa viva.

Os rins frequentemente são doados por amigos próximos ou parentes, mas também por estranhos, como parte de cadeias de doação, em que alguém que quer doar um rim a um amigo próximo ou parente não tem o mesmo tipo de sangue e, em vez disso, doa o rim a uma pessoa desconhecida. Outro desconhecido doa um dos rins à pessoa que originalmente necessitava do transplante. As cadeias de doação beneficiam com eficiência e eficácia dezenas de pessoas que necessitam de rins. A cadeia de rins mais longa registrada resultou em 30 pessoas recebendo doações de rins.7 

O que devo fazer após o tratamento contra doença renal em estágio terminal?

Depois que sua doença renal crônica se transformar em doença renal em estágio terminal, você precisará ser submetido a um transplante ou a diálise, continuamente. Sem diálise ou transplante, a expectativa de vida para indivíduos com DRET geralmente é de apenas alguns meses.

Depois de der submetido ao transplante, você precisará de várias semanas de recuperação. Você também precisará tomar medicamentos imunossupressores diariamente após o transplante para evitar que seu organismo rejeite o novo rim.


Referências

  1. https://medlineplus.gov/ency/article/000500.htm (MedlinePlus: End-stage kidney disease)
  2. http://www.mayoclinic.org/diseases-conditions/chronic-kidney-disease/home/ovc-20207456 (Mayo Clinic: Chronic kidney disease)
  3. https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC2582781/
    (Guidelines for the management of chronic kidney disease)
  4. http://www.cdc.gov/mmwr/preview/mmwrhtml/mm5608a2.htm
    (Prevalence of Chronic Kidney Disease and Associated Risk Factors—United States, 1999 - 2004)
  5. http://webarchive.nationalarchives.gov.uk/20170106081009/http://www.apho.org.uk/resource/item.aspx?RID=63798
    (CKD estimates - Neoerica 210209)
  6. https://www.kidney.org (National Kidney Foundation)
  7. http://www.nytimes.com/2012/02/19/health/lives-forever-linked-through-kidney-transplant-chain-124.html
    (New York Times: 60 Lives, 30 Kidneys, All Linked)