Skip to main content

Patient Success Stories

Jonathon Lillis

Jonathon Lillis

Sucesso para Jonathan: Mantendo-se tranquilo

O que é necessário para descer de esqui uma montanha a 65 quilômetros por hora na direção de uma rampa de 3 metros de altura e ser lançado 18 metros acima da área da queda, ao mesmo tempo executando uma série de saltos mortais para trás e giros? "O destemor é uma vantagem extrema", disse Jonathon Lillis, de 17 anos, que se especializou em manobras de estilo livre no ar como um dos mais jovens membros da equipe de esqui dos EUA.

De acordo com seu ponto de vista, nenhum acidente nas rampas poderia se comparar com o que ele sofreu em sua própria casa. Há quatro anos, correndo com seus irmãos mais novos, ele escorregou e caiu da escadas, quase morrendo estrangulado quando seu colar se enrolou no corrimão. Foi levado inconsciente ao Golisano Children’s Hospital em Rochester, Nova York. Os médicos do pronto-socorro estavam familiarizados com os benefícios da hipotermia terapêutica, em que a temperatura central do corpo do paciente é deliberadamente reduzida e mantida baixa ao longo de um período.

"Eles me perguntaram se poderiam usar essa técnica no Jonathon", lembrou o pai dele, Bernie, que respondeu: "Façam o que for necessário". Usando o sistema de controle de temperatura Arctic Sun®, que utiliza almofadas de refrigeração externas de hidrogel patenteadas que reduzem drasticamente a transferência de calor para refrigerar rapidamente o corpo, os médicos baixaram a temperatura central de Jonathon para 33,33 graus como parte essencial do tratamento.

Atualmente, o único legado desse acidente quase fatal é um impulso contínuo que Jonathon tem de levar suas capacidades ao limite — ou, pelo menos, às olimpíadas de inverno de 2014 em Sochi, na Rússia. "Estar ali, entrando no estádio, representando meu país — é muito especial", disse Jonathon. Há quatro anos, a maioria das pessoas teria escolhido uma palavra diferente: "Impossível."