Skip to main content

Terapias de DAP

Dependendo da gravidade da doença, podem ser usadas opções não invasivas e minimamente invasivas para tratamento de DAP. Claudicação, sintoma associado aos estágios iniciais de DAP, frequentemente pode ser tratada com medicação e mudanças no estilo de vida. Essas mudanças no estilo de vida podem incluir a adoção de uma rotina de exercícios e uma dieta mais saudável.1 Também podem ser necessários tratamentos de intervenção para restaurar o fluxo sanguíneo nas artérias bloqueadas. Saiba mais sobre esses tratamentos lendo a seguir. Cada tratamento tem limitações, riscos e complicações potenciais que devem ser discutidas com o médico.

Angioplastia convencional com balão

A angioplastia com balão é a técnica mais comum para desobstruir um vaso com estreitamento. Esse procedimento minimamente invasivo é realizado com a introdução de um balão minúsculo, através de uma pequena incisão na virilha, que é guiado radiograficamente para o local exato da lesão. Em seguida, o balão é inflado no interior do vaso, empurrando a placa contra a parede para restaurar o fluxo sanguíneo.2  Finalmente, o balão é desinflado e o médico examina a artéria novamente para determinar se será necessária alguma intervenção adicional.1 

Angioplastia com balão revestido com medicamentos

O médico poderá optar por tratar seu vaso bloqueado usando angioplastia com balão revestido com medicamentos. Esse tratamento é similar à angioplastia convencional com balão, mas inclui um revestimento com medicamentos aplicado ao balão. O procedimento é realizado com a introdução do balão através de uma pequena incisão na virilha, guiado radiograficamente para o local exato da lesão. O balão abre mecanicamente o bloqueio, enquanto simultaneamente aplica uma dose terapêutica do medicamento destinado a manter o vaso aberto por mais tempo.2 

Colocação de stent

Outra opção que seu médico poderá considerar é a colocação de um stent autoexpansível. Um stent é um pequeno tubo de malha metálica colocado permanentemente na artéria para mantê-la aberta.2  Depois da implantação do stent no local da lesão, ele exerce uma força para fora constante e branda na artéria para ajudar a mantê-la aberta e restaurar o fluxo sanguíneo adequado.3 

Cirurgia de revascularização

Ocasionalmente, o médico pode se deparar com uma oclusão (bloqueio) na artéria impossível de ser tratada por abordagens endovasculares (opções minimamente invasivas que são normalmente aplicadas por meio de pequenos cateteres na vasculatura). Dependendo da análise do médico, você poderá ser encaminhado a um cirurgião para receber um enxerto coronariano.2 

Acesse www.LOVEYOURLIMBS®.COM para obter informações adicionais.


Referências

  1. http://loveyourlimbs.com/what-to-expect/
     (Love Your Limbs: Post Treatment)
  2. Patient Information: Peripheral Arterial Disease and the Lutonix® 035 Balloon. (n.d.). Retrieved from http://loveyourlimbs.com/wp-content/uploads/2015/07/Lutonix-035-Patient-Guide-S120586-r1.pdf
  3. Kerr, D. (2012). Recognition of the signs of Peripheral Arterial Disease (PAD) and the evaluation of ulcers.Wound Practice & Research, 7.